O curioso caso de um livro de Autoajuda

A muitos anos eu estava em mais uma dessas feiras de livros que acontecem na minha cidade em tempos e tempos quando ouvi uma mulher e um homem conversando, sem querer pude escutar a sua conversa, ela comentou estava a procura de um livro de autoajuda para ele que respondeu por que você precisa de um livro de autoajuda? Com um tom de voz rude que naquele momento fez o sorriso daquela mulher se desmanchar, como se uma onde de desanimo tivesse recaído sobre ela. Desde aquele dia cada vez que olho um livro desses por menor que seja lembro daquele momento mas oque me leva a pensar é o motivo de procurarmos e até mesmo lermos esse tipo de material? Talvez porque queremos algo a mais na nossa vida ou compramos por ser o livro da moda, o caso é que ao pegar um desses na mão eu vejo um guia pratico com diversas coisas legais apesar de algumas serem interessantes mas que não me motivaram a fazer e mesmo que fizesse iria me arrepender como uma que li agora mesmo que fala para comprar um monte de cartões de aniversário e fazer um grande estoque, a ideia em si é ótima quem não iria querer ganhar um cartão escrito a mão do que uma foto de um bolo no Facebook ou apenas um feliz aniversario com três pontinhos no final da frase então você vai lá e compra aquela pilha de cartão onde tem tantos que provavelmente até alguns vão para as inimizades do trabalho, o lado ruim meus caros? cartões se tornaram mercadoria de luxo com suas musiquinhas e brilhos os preços dispararam mas o livro mandou e é nessa hora que você tem duas opções ou joga fora todos esses planos de se ajudar por conta própria ou o negocio é procurar cartões de aniversario falsificados pela metade do preço.

Por Gabrieli D.S. Rissi Criadora do Blog Rescreventudo